terça-feira, 12 de maio de 2015

Ebulição


Esta noite está tão bela, bela igual a ela
A profusão de pensamentos invade o terreno vasto do meu coração
Quando a luz da noite é a escuridão
O tempo dirá, o tempo irá dizer
Fina flor de primavera, que cheirinho de canela
O acalento da imaginação é o que faz-me sair da razão

Autores: Júlia Ribeiro e Carlos Chaves


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Recent Posts