sábado, 22 de agosto de 2015

O CINECLUBE ZUMBIS APRESENTA: "STALIN"



<ENTRADA FRANCA> 

* POR OCASIÃO DOS 75 ANOS DO ASSASSINATO DE LEON TROTSKY
*Após a exibição será feito o debate do filme.

Local: Anfiteatro da Unemat.

Data e Horário: 22/08, às 18:00h

Título original: “Stalin”

Diretor: Ivan Passer

Produção: 1992

Lançamento: 21 de Novembro 1992

País de origem: Estados Unidos

Idioma do Áudio: Inglês

Elenco: 

Robert Duvall

Julia Ormond

Maximilian Schell

Jeroen Krabbé

Roshan Seth

Daniel Massey

András Bálint


   Murray Ewan

Gênero: Biografia

Tamanho do arquivo: 800.8 MiB

CLASSIFICAÇÃO: Não Registrada

SINOPSE:
A longa trajetória de Stalin, desde o princípio da Revolução Russa (1917) até sua morte em 1953, explicitando os bastidores do terror político soviético naquele período, e mostrando a personalidade dura e controvertida de Stalin. 





Ótima reconstituição histórica, com cenas filmadas no próprio Kremlin, o filme é uma aula de história em todos os sentidos, enriquecido com interpretações magistrais de Robert Duvall no papel de Stalin , e um grande elenco de astros internacionais, entre eles Maximilian Schell no papel de Lenin. 

Narrado pela própria filha de Stalin, Svetlana Alliluyeva, que escreveu um livro chamado chamado Vinte Cartas a um Amigo, trazendo a público os bastidores do poder que vivenciou junto ao seu pai.


CRÍTICA:

O filme contempla com mais detalhes o período de 1917 a 1938, e rapidamente o período que vai de 1938 a 1953. Mostra os bastidores do poder no período de consolidação do comunismo, com a ascensão de Stalin, apoiado por Kamenev e Zinoviev contra Trotki, estes três últimos paradoxalmente judeus. Maximilian Schell, irreconhecível, interpreta Lenin, que após o derrame, impotente, observa as articulações de Stalin para tomar o poder, afastando os possíveis rivais, entre eles Trotsky, seu preferido.

Destaca-se à influencia do temível Beria, chefe da polícia secreta, e sua participação nas execuções de ex-companheiros de Stalin, como Kamenev , Zhinoviev, Bukharin, por alta 
traição. 

Beria participa de uma cena interessante e ao mesmo tempo tragicômica, quando cospe no leito de morte de Stalin, pensando que ele tinha morrido, e logo volta atrás quando percebe que ele ainda estava vivo.

Mostra também Trotsky sendo colocado num trem a caminho do seu exílio, para posteriormente ser assassinado no México a mando de Stalin. O filme não mostra a historia 
do assassinato, que é objeto de outro filme existente aqui no MKO.

Nikita Kruschev que fazia o papel de bobo da corte em festas com Stalin, posteriormente o sucedeu e revelou ao mundo os crimes do stalinismo, sendo Beria fuzilado logo após a morte de Stalin.

A música é do Prokofiev Alexander Nievsky – op. 78. 

PREMIAÇÕES:

*Robert Duvall recebeu o Globo de Ouro por Stalin

Curiosidades:

*Stalin é a primeira produção americana filmada dentro do Kremlin.

Referências:





Nikita Khrushchev: Já pensou nisso? No que diremos após a morte de Stalin?

Vyacheslav Molotov: Sobre o quê?

Nikita Khrushchev: Seus crimes.

Vyacheslav Molotov: Que crimes.

Nikita Khrushchev: Milhões.

Vyacheslav Molotov: Nikita. Você é muito emotivo. Fala demais. Quem somos nós para julgar Stalin? Antes dele, o país era fraco, atrasado. E agora? Controlamos meia Europa. Toda a China. Temos a bomba atômica. Inspiramos respeito. Sem Stalin isso demoraria mais de vinte anos.

Nikita Khrushchev: Não acredito! Sem as prisões, os expurgos, as execuções? Sem Stalin, teríamos sido uma grande nação.


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Recent Posts